.

.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

PPS oficializa rompimento com Cartaxo, mas adia definição sobre as eleições

Os filiados ao diretório municipal do PPS em João Pessoa decidiram, por unanimidade, na noite desta quinta-feira (14), pelo rompimento da aliança partidária com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD). O ato ocorreu em reunião dos membros da legenda, ocorrida no Hotel Hardmam, na Orla de João Pessoa.

Cerca de 100 filiados estiveram presentes ao encontro. Entre eles, os presidentes estadual e municipal do PPS, Nonato Bandeira e o vereador Bruno Farias, respectivamente, que já tinham anunciado o rompimento com Luciano Cartaxo.

Outros filiados como o ex-secretário municipal de Infraestrutura, Ronaldo Guerra, e o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraíba (OAB-PB), Odon Bezerra, além de vários pré-candidatos a vereador, também opinaram pelo afastamento da legenda do governo Cartaxo.

A tese de candidatura própria foi descartada pela ampla maioria dos filiados. “Essa foi uma alternativa que coube ao partido analisar, mas, eu particularmente, defendi que nós ainda não temos uma estrutura a altura de uma disputa municipal, mas respeito a decisão daqueles que tem esse entendimento”, frisou Nonato Bandeira.

Na oportunidade, os filiados definiram um prazo de 30 dias para sugerirem propostas em relação à chapa majoritária. “Esse foi apenas a primeira reunião. Particularmente, eu também defendi que a gente amadureça essa decisão para discutirmos e deliberarmos as alianças proporcional e majoritária numa posterior reunião”, disse Nonato.


Assessoria