.

.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Ops! Priscila se esquece de botar gasolina no carro e enguiça no Rio

GENTE: 31/07/2009 - Mal pegou seu carro novo, um Chevrolet Captiva, no valor de R$ 100 mil, Priscila já passou seu primeiro perrengue. Nesta sexta-feira, 31, quando completa 27 anos, a ex-BBB enguiçou por falta de gasolina no meio do Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio.

O incidente aconteceu quando a morena estava indo a aeroporto Santos Dumont para buscar mais uma amiga de Campo Grande (Mato Grosso do Sul), sua cidade-natal. Preocupada, ela ligou o pisca-alerta e encostou próximo à entrada para a Marina da Glória.

"Senti o carro diminuindo a velocidade e achei esquisito, afinal, tinha acabado de pegá-lo. Aí lembrei que tinha esquecido de colocar gasolina. Sorte que vocês estão me acompanhando hoje", riu Pri, que está sendo seguida minuto a minuto pelo EGO por causa do dia de seu aniversário.

A morena e as amigas - Fabiana Trabulsi, Ângela Molinari, Aline Figueiredo e Thaís Araújo - tiveram que esperar no carro até a gasolina chegar. Sem medo de sujar as mãos, Priscila ajudou o motorista do EGO a colocar combustível no tanque e mostrou que não tem frescura.

"Isso com certeza vai ser a notícia!", divertiu-se a ex-BBB, que após a saia-justa, parou em um posto para abastecer e aproveitou para lavar bem as mãos. Para a alegria dos frentistas, ela mostrou simpatia e parou para tirar - muuuitas - fotos. Fonte: Juliana Maselli Do EGO, no Rio

Governador do Estado da Paraíba – José Targino Maranhão sugere que Lula tenha um 3º mandato por causa de parcerias

POLÍTICA: 31/07/2009 Imagem: Júnior Barreto - Cajazeiras/PB - O governador José Maranhão (PMDB), que participou nessa manhã de sexta (31), em Cajazeiras - Sertão do Estado de uma série de atividades assegurou a importância de concluir a duplicação da BR- 230 no trecho estadual destacando, portanto, a parceria com o Governo Federal. Zé Maranhão sugeriu um terceiro mandato para o presidente Luis Inácio Lula da Silva garantindo assim, que a referida rodovia seja duplicada.

“Já em relação a BR-230 esta é a “avenida transamazônica”, que nasce na Paraíba. Por isso defendemos sua duplicação até o último quilometro do Estado, que corresponde do Litoral ao Sertão, principalmente em Cajazeiras. Tenho certeza que se Lula permanecer mais cinco anos no governo, essa rodovia será construída. Tenho certeza que nós vamos chegar lá”, ressaltou Maranhão.

O governador afirmou ainda, que outras obras inacabadas serão retomadas, algumas delas dependem de verificações de licitação e, estarão sendo realizadas em breve, “esse negócio da licitação no serviço público preocupa todos os administradores. Até o presidente da República em seu discurso lá em Campina Grande dedicou cinco minutos para criticar todas essas burocracias e, nós vamos buscar recuperar todo esse tempo perdido. Nós temos pressa, esse governo tem pressa”, finalizou o governador. Da Redação

Advogado confirma: parecer do MP que pede casacão de Veneziano é nulo e inexistente

JUSTIÇA: 31/07/2009 – Imagem: Arquivo - O advogado Carlos Fábio confirmou no início da tarde desta sexta-feira que o suposto parecer apresentado pelo promotor Joaci Juvino da Costa Silva nesta manhã é totalmente nulo. Ele elencou diversos motivos para apresentar a nulidade do documento, inclusive a decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande, Francisco Antunes Batista, que determinou a anulação de parte do processo referente de caso “Bolsa Família” de Campina Grande.

Segundo Carlos Fábio, o parecer do MPE sobre a cassação “não tem valor algum, é inexistente”, pois desrespeitou os tramites jurídicos. “O Ministério Público não pode apresentar parecer porque ele é parte integrante do processo. Só apresenta parecer a parte que é considerada, em termos jurídicos, ‘fiscal da lei’ no processo, e não o integra”.

Carlos Fábio também disse que este documento não pode ser considerado ‘alegações finais’, pois isto só ocorre quando as partes de um processo são ouvidas. “O Ministério Público Eleitoral sequer foi instado a apresentar parecer e as partes não foram chamadas a apresentar suas alegações. Então, é de se estranhar este documento. Não é parecer, não é alegações finais, o que é então?”, questionou o advogado.

Carlos Fábio também lembrou que já está comprovado, junto ao Governo Federal, que não houve ingerência no programa e que o prefeito não agiu de forma irregular, o que não justifica o documento apresentado pelo MPE. “Tudo é muito estranho, porque o processo é frágil, foi feito com provas armadas, o Ministério Público foi induzido ao erro e, pelo que vemos, continua sendo induzido”.

Justiça anula atos do processo

Por outro lado, o juiz da 16.ª Zona Eleitoral de Campina Grande, Francisco Antunes Batista determinou a anulação de parte do processo referente ao caso. Ele se baseou no fato de que um dos advogados da parte acusada não havia sido intimado em março deste ano.

Com a decisão do juiz, todos os atos processuais desde o mês de março foram anulados, inclusive o documento juntado ao processo pelo promotor Joaci Juvino da Costa Silva nesta sexta-feira.

Além de estranhar a juntada do documento, Carlos Fábio disse que vai analisar o porquê de o promotor ter tomado tal decisão, totalmente em desacordo com os preceitos jurídicos. “Se o órgão não pode apresentar parecer por ser parte integrante do processo, nem as alegações finais, levando em consideração que as partes não foram intimadas para apresentar as alegações finais, é de se estanhar que tenha publicado este documento”, afirmou.

Maiores Informações: Carlos Fábio: 8869-0214

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Há exatamente oito meses; os ambulantes de Cajazeiras vêem seus “barracos” serem retirados

CIDADES: 30/07/2009 – Imagem: Júnior Barreto - Hoje, quinta-feira (30), de julho de 2009, exatamente oito meses após os primeiros impasses entre a Justiça e a prefeitura de Cajazeiras que determinava dos proprietários de trêileres, barracos, banquinhas, bares e espetinhos, desocupassem dos espaços públicos destinados aos transeuntes da cidade, os ambulantes ainda, estão usando de maneira irregular as praças, os canteiros de avenidas e calçadas. O prazo se esgotou no último dia (24) de novembro do ano passado, mas a prefeitura não estabeleceu a retirada dos ocupantes de imediato, se estendendo até a presente data.

Ao contrário disso resolveu recorrer a uma ação, enviando liminar à Justiça, para manter os ambulantes nos locais ocupados e, de maneira irregular. O ex-promotor curador de Justiça Dr. Carlos Guilherme havia lamentado a atitude da decisão da prefeitura e àquela época esclareceu – “mesmo com a liminar, a decisão do juiz de 1ª instância, será favorável à retirada dos ambulantes, há qualquer momento, sem aviso prévio”. Em entrevista á uma rádio local, em 24 de novembro de 2008 Dr. Carlos Guilherme, informou saber de um projeto do prefeito eleito Léo Abreu (PSB), buscando resolver o problema dos vendedores ambulantes de Cajazeiras, estabelecendo a partir de janeiro de 2009, um espaço com estrutura, para que essas pessoas comercializem seus produtos, de forma a não atrapalhar o fluxo de pessoas nas vias públicas do município, projeto ainda não realizado, lembrando que estamos em meados de agosto de 2009. Da Redação

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Ricardo Barbosa faz caminhada da Capital á Cajazeiras para pagar promessa

FÉ: 29/07/2009 - Imagem: Júnior Barreto - Ricardo Barbosa, suplente de deputado estadual pelo PSDB, iniciou hoje, quarta-feira (29) ,uma caminhada de João Pessoa até Cajazeiras com o objetivo de pagar uma promessa, referente a recuperação de um problema de saúde de sua mãe.

O ex-líder da bancada da situação na Assembleia Legislativa é seguido de perto pelo seu filho Raniere, e um assessor, que seguem de carro a caminhada de Ricardo Barbosa, que pretende terminar sua jornada na próxima segunda-feira (3).

O pagamento de promessa com caminhada não é um caso novo no Estado. O ex-deputado João Bosco Braga Barreto foi a pé de Cajazeiras para Juazeiro do Norte, quando conseguiu uma vaga para a Assembleia Legislativa.

Ainda no Sertão, o ex-prefeito José Zerinho Rodrigues decidiu por um trajeto mais light e andou da cidade até o distrito de Divinópolis quando venceu a disputa para prefeito. Da Redação com Portal Correio

Prefeito de Esperança é cassado acusado de dar benefícios para eleitores

PARAÍBA: 29/07/2009 - O prefeito de Esperança, Nóbson Pedro de Almeida (PTB), conhecido como Nobinho, teve mandato cassado por decisão do juiz Jailson Suassuna, que acatou denúncia do Ministério Público. O prefeito é acusado de conceder benefícios a eleitores durante a campanha eleitoral.

De acordo com o MP, as denúncias foram apresentadas pelo pelo candidato Anderson Monteiro (DEM), segundo colocado nas disputas municipais naquela cidade. Anderson é filho do deputado estadual Arnaldo Monteiro.

A decisão do juiz prevê o afastamento imediato de Nobinho, mas não decidiu pela posse do segundo colocado.

Nobinho teve 56% dos votos, maioria absoluta do eleitorado, por isso, o juiz enviou o processo para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que é quem decidir por novas eleições, ou não.

A decisão é passiva de recurso no TER e o prefeito deve permanecer no cargo. WSCOM

Estudante é preso por força de Mandato de Prisão em Cajazeiras/PB

POLICIAL: 29/07/2009 – A PM cumpriu Mandato de Prisão, nº 028 do Fórum da Comarca de Cajazeiras em desfavor de Tarley Deidiv de Freitas Araújo, solteiro, estudante, 19 anos, residente à Rua Sérgio Moreira de Figueiredo - Casas Populares, em Cajazeiras/PB.

Contra o estudante “pesa” pena a cumprir, o apenado foi conduzido ao sistema prisional dessa cidade, ficando a disposição da Justiça.

Da Redação com 6º BPM