.

.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Casal é preso por gravar vídeo de sexo com menina de 15 anos em Piancó

A Policia Civil da cidade de Piancó, sob a coordenação do delegado Renato Anderson, deflagrou,  na tarde da última quinta-feira (18), a operação “Vale da Pedofilia”, para prender acusados de exploração sexual de menores na região. Vários mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos.
A operação foi motivada por vídeo de sexo gravado por uma mulher onde seu próprio marido aparece transando com uma adolescente de 15 anos. O vídeo circulou nas redes sociais em Piancó nos últimos dias e chegou ao conhecimento do delegado Renato Anderson. O Conselho Tutelar também denunciou o caso e a polícia passou a investigar o casal Marconde Domingos da Silva, 41 anos, e sua companheira Geralda Ferreira da Silva Domingos, 40 anos, pela suspeita de aliciamento de menores, produção de vídeos pornográficos com menores e exploração sexual.
A operação obteve êxito com a prisão dos acusados, apreensão de computadores, celulares, dvds e preservativos. Todo o material foi encaminhado para perícia.
Segundo o delegado, há cerca de três anos, o casal, moradores do bairro Piancozinho, aliciavam a adolescente para a prostituição, mas os crimes foram, além disso, e o acusado também abusava sexualmente da garota. Nesse período, a menor transou com aproximadamente 70 homens, mas quem ficava com o dinheiro era a agenciadora. “O que ela dava a menina era apenas presentes, ficando com o dinheiro proveniente da prostituição, e há suspeitas de que outras adolescentes também eram exploradas sexualmente pela acusada”, comentou o delegado.
Além de aliciar a menor para se prostituir com homens de Piancó e de fora, a mulher convenceu a adolescente a fazer sexo como o seu próprio marido, que tinha interesse na garota, e uma dessas transas, ocorrida em junho do ano passado, foi filmada pela acusada e terminou caindo nas redes sociais via aplicativo WhatsApp recentemente, mas a polícia ainda não sabe quem postou o vídeo.
Em seu depoimento, a menina revelou todos os delitos que eram praticados pelo casal, mas marido e mulher preferiram ficar calados durante o interrogatório após a prisão. A mulher foi recambiada para o presídio feminino na cidade de Patos e seu companheiro encaminhado para a cadeia pública de Piancó.
MaisPB