.

.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Paulo Maia vence Carlos Frederico e vai presidir a OAB-PB no triênio 2016-2019

O advogado Paulo Maia é eleito o novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Paraíba. As eleições ocorreram nesta terça-feira (17). Segundo informações preliminares, o candidato da chapa 1 venceu em 11 das 15 urnas de João Pessoa. Os números oficiais estão sendo apurados.
Paulo Maia afirmou que à frente da OAB tem o compromisso de ser um advogado que, “se esforçará para fazer com que a advocacia seja novamente honrada e na qual o advogado se orgulhe de exercer a profissão. Quero dizer também que devo a cada advogado e advogada que participou de maneira livre, independente e corajosa, sem medo, porque queria escolher um advogado para gerir os destinos de quem lhe governa que é a OAB”, destacou.
O vice-presidente eleito, Raoni Vita também falou sobre a vitória, a qual ele classifica de “vitória da liberdade do voto”. “
"Nós sempre pregamos, ao longo da campanha, que o advogado deveria decidir seu voto com base na sua própria consciência, o que ele achava que era o mais correto para seguir os próximos rumos da instituição. Lutamos com grandes forças, forças que estavam na Ordem há mais de dez anos, que contavam com apoio de máquinas institucionais direta ou indiretamente e de um grande poder econômico”.
Raoni enfatizou que a chapa 1 fez uma campanha humilde, que tratou de ideias. “Não falamos de pessoas, falamos de ideias, travamos um bom debate. Apresentamos um grande projeto de oposição para a advocacia, para mudar a realidade. O maior desafio começa agora em janeiro onde passaremos a representar vinte mil advogados da Paraíba, os dez mil aptos a votar , representaremos a instituição para todos os advogados. Faremos uma OAB de todos, com o intuito de defender a advocacia, buscaremos cumprir aquilo que prometemos”, frisou o advogado.
Já o advogado Carlos Fábio disse que este é um momento de alegria. “A advocacia não aceitava a prática de política partidária na Ordem e esses vícios, com charangas, intimidações. Enquanto eles faziam festa, eu pedia votos. Quem ganhou foi a advocacia que é livre, quem ganhou foi todo o Estado da Paraíba”.
Ele ressaltou também que o novo presidente vai representar a classe de forma digna e evitar qualquer partidarização. “Eu costumo dizer, ganhar é muito bom. A minha alegria maior é que a advocacia viu isso nos olhos de Paulo Maia, viu isso na nossa chapa. Ganhamos, mas quem ganhou não foi a chapa, quem ganhou foi advocacia paraibana”, concluiu. 

Assessoria