.

.

sábado, 28 de janeiro de 2017

MPF só divulga nome de foragido da Andaime após sigilo ser levantado

O Ministério Público Federal (MPF) só vai poder divulgar o nome do foragido na operação Andaime depois que o sigilo for levantado pela Justiça, o que deve acontecer na próxima segunda-feira (30). De acordo com informações do MPF, há um mandado de prisão temporário que não foi cumprido, com o acusado sendo considerado foragido.

“Tem uma decisão determinando o sigilo até o cumprimento dos mandados. O MPF já pediu o levantamento do sigilo dos dados”, informou neste sábado (28) o procurador-chefe do MPF, Rodolfo Alves. A previsão é que na segunda-feira serão divulgadas as peças do processo, inclusive com os nomes de todos os envolvidos.

Na última sexta-feira foi deflagrada a quarta fase da Operação Andaime, com 4 mandados de prisões preventivas, 1 prisão temporária, 12 conduções coercitivas, 22 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de diversos bens móveis e imóveis, nas cidades de Cajazeiras, João Pessoa e Jaguaribe, no Ceará.

A etapa atual é resultante da continuidade de outras fases investigativas, destinadas a apurar irregularidades em processos licitatórios e contratações públicas em prefeituras da Paraíba, principalmente no que se refere à fraude de procedimentos licitatórios, desvios de recursos públicos, lavagem de dinheiro por intermédio de empresas “fantasmas”, venda de notas fiscais “frias” e emissão irregular de boletins de medição de obras públicas relacionadas a obras de pavimentação contratadas entre 2008 e 2016 no município de Cajazeiras.


MPF/Blog Os Guedes