.

.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Após declarações de Jeová que Junior Araújo não será o vice de Denise, Cássio faz contato de Brasília

Jeová é tido como desagregador, “espalha” aliados e outros adjetivos comuns. Mas, após suas declarações públicas - afirmando que o seu amigo leal e ex-coordenador de campanha Júnior Araújo (PTB) não será mais candidato a reeleição como vice-prefeito ao lado de Denise, Júnior recebeu no inicio da tarde desta terça-feira (07) uma ligação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que se encontra na Capital Federal – dando conta, supostamente, que quer conversar com o vice-prefeito de Cajazeiras, o mesmo que Jeová Campos está rifando.

A informação cai como uma bomba nas hostes da situação que vê seus aliados se distanciando aos poucos. Há quem diga, que com as habilidades que é detentor – Junior Araújo poderá romper com o seu grupo político caso se confirme este posicionamento de afastá-lo e dando como consolo – uma vaga promessa de uma candidatura majoritária futura ao executivo cajazeirense. Até lá, muita água corre por debaixo da ponte do esquecimento.

Perguntado num grupo de WhatsApp, ao vice-prefeito Junior Araújo – sobre a ligação do senador Cássio Cunha Lima – se a mesma era verdadeira ou falsa, Junior respondeu; “Eu sempre converso com Cássio. Sempre estou correndo atrás de benefícios para Cajazeiras. Seja com Cássio ou qualquer outro político paraibano. Fiz com WR, Wilson Filho, Efraim Filho, Rômulo Gouveia, Senador Lira, inclusive Cássio destinou nova emenda individual para Cajazeiras, fruto dessas conversas e visitas ao seu gabinete”, justificou, porém, não respondera a pergunta. É aguardar os acontecimentos na “Terra do Padre Rolim”.

Da redação