.

.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Secretário da Prefeitura de Cajazeiras acusa militante cultural de pichar muro em protesto

Após celeuma criada no inicio da semana – quando árvores plantadas há décadas, na lateral da sede da Associação Comercial e Industrial de Cajazeiras, nas proximidades do terminal rodoviário Clóvis Rolim, foram cortadas no tronco e uma restante, amputada seus galhos.
Não somente por cortar as árvores, mas por “desabrigar” moradores de rua, que usavam o local, como abrigo do Sol e, da chuva. Segundo informações ventiladas na imprensa cajazeirense, a Secretaria de Meio Ambiente recebeu a solicitação diretamente da direção da entidade de classe – sendo de pronto, atendida.

Um secretário da Prefeitura de Cajazeiras, que também ocupa o cargo de radialista em uma emissora de rádio da cidade, chegou a criticar um rapaz, que supostamente tenha sido o mesmo – autor de uma pichação, porém, o que a nossa reportagem constatou “in loco”, foi à colagem de palavras confeccionadas em papel jornal com a seguinte frase: “cortar uma árvore é mais fácil do que assumir responsabilidades”.

Os moradores de rua, que foram expulsos da calçada da Associação, foram localizados embaixo de árvores ressequidas, à margem do Açude Grande, mas já providenciaram “zarpar” do local, antes que fossem novamente desalojados.


Da redação