.

.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Bomba: ex-presidente de Câmara e ex-vereador falsificam contra-cheque de mulher e recebem salário durante 15 meses

Um ex-vereador e um ex-presidente de uma importante Câmara de Vereadores do Sertão paraibano, estão sendo acusados de fraudar, falsificar e receber salário de uma mulher bastante humilde, que, segundo a mesma, um vereador há época lhe pediu seus documentos com a promessa e oferta de emprego, fato que não aconteceu.

Mas de posse aos documentos da humilde mulher, o presidente da Câmara nomeou a mesma, porém, L. de S.R nunca recebeu como Secretária Parlamentar. Ainda de acordo com a vítima, seu companheiro foi preso e quando buscou saber - sobre o auxilio reclusão – ela foi informada, que seu nome constava no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (SAGRES), culminando na negativa do referido auxilio.

Abalada, L. de S.R procurou um advogado que a orientou. O crime de falsificação aconteceu a partir do mês de outubro de (2009) e se estendeu há dezembro de (2010).

Nas próximas horas, ou nos próximos dias - postaremos cópia da queixa-crime feita pela vítima. Sabemos que os acusados já respondem por diversos crimes, inclusive, um deles cumpriu pena na Cadeia.  


Da redação


Publicidade