.

.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Eleição para conselho tutelar de Barra de Santa Rosa é cancelada

O Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Justiça de Picuí, recomendou e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Barra de Santa Rosa cancelou a eleição para conselho tutelar do município que seria realizada nesse domingo (4), por causa de irregularidades constatadas pelo MP no pleito.
 
De acordo com a recomendação expedida pelo promotor de Justiça Leonardo Quintans Coutinho, entre as irregularidades constatadas estão urnas de papelão para suplementar as urnas disponibilizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) com abertura para depósito de voto com dimensão que permite a retirada de cédulas.
 
Além disso, foram alocadas poucas pessoas para trabalharem no pleito, ficando apenas um servidor por sala de votação que, por diversas vezes, abandonava o posto para conseguir mais cédulas. Também houve a instalação de salas de votação pelos corredores, recepção e áreas abertas da escola, de forma que o sigilo da votação foi prejudicado. Também foi constatada a prática de boca de urna por parte de candidatos, o que viola o Estatuto da Criança e do Adolescente.
 
Segundo o promotor Leonardo Quintans, a recomendação foi expedida porque o processo de escolha dos conselhos tutelares deve primar pela segurança e confiabilidade da votação de forma a evitar condutas ilícitas e abusos que podem comprometer o resultado.
 
A resolução do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Barra de Santa Rosa que cancelou o pleito informa que uma outra data para a eleição será divulgada posteriormente.

parlamentopb