.

.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Marcos Barros tenta intimidar presidente Nilsinho que encerra sessão especial na Câmara de Cajazeiras

Transformada em sessão especial, a sessão ordinária da última terça-feira (04), na Câmara Municipal de Cajazeiras, os parlamentares-mirins discutiam sobre um decreto oriundo do Governo do Estado, do dia 15 de julho, que desativou o polo do CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos) de Cajazeiras.

Preocupados, professores e direção do referido Centro estiveram na Câmara, para tentar uma intervenção da Câmara, junto ao Governo por meio da 9ª Regional de Educação do Estado com sede em Cajazeiras, porém, na ausência da gerente do órgão, a assistente social Andreia Braga, mas de maneira indireta enviou um áudio ao Vereador Macros Barros, que tentou fazer a defesa de Andreia – disponibilizando uma gravação via aplicativo de celular – momento pelo qual, deu inicio ao bate boca.

A bancada de oposição liderada pelo Vereador Jucinério Félix (PROS), seguida pelos demais pares, também interferiram pela não exibição do áudio. Revoltado, o Vereador Marcos Barros (PSB), tentou intimidar o presidente Nilson Lopes (PSD), para autorizá-lo “rodar” a justificativa da gerente da 9ª Regional de Educação. Iniciado o embate, entre Marcos e a bancada de oposição, Nilsinho deu por encerrada a sessão.



Da redação