.

.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

"Zé que se vire" - Gestão Denise tenta empurrar pagamento dos salários atrasados por CA para Zé Aldemir

Os advogados da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, ingressaram na Justiça, com pedido de nulidade do processo que determina o pagamento dos RPV’s (Requerimentos de Pequeno Valor) dos funcionários públicos, referente, aos salários que não foram pagos pelo ex-prefeito Carlos Antônio no ano de 2008. Mesmo com o processo já tenha sido julgado seu mérito, ainda existe a tentativa da administração municipal se livrar do débito deixado pelo ex-gestor em torno de R$ 2 (milhões de reais).

Inicialmente, houve a tentativa de acordo com o Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais – SINFUMC – porém, sem sucesso para ser iniciado o pagamento dos atrasados a partir de Janeiro de 2017, sendo destinado um percentual do FPM para a liquidação da dívida. Só que a partir de Janeiro assume a Prefeitura, o novo prefeito Zé Aldemir.

Segundo o advogado João de Deus Quirino Filho, a intenção da atual administração conduzida pela esposa do ex-gestor Carlos Antônio, responsável pelo ônus é empurrar a dívida para o próximo prefeito Zé Aldemir.

Durante quatro anos de governo, a atual gestão não se mobilizou para efetivar o pagamento de forma parcelada como foi sugerido só agora ao Sindicato, e isso se configura tentativa de se livrar do problema e ao mesmo tempo obstacular a administração que se iniciará.

A decisão judicial é para que seja feito o pagamento dos RPV’s sob pena de bloqueio dos recursos para saudar a dívida com os servidores municipais que aguardam há oito anos pelo referido pagamento, mas caso a justiça bloqueie as contas da Edilidade, os auxiliares diretos da administração já anunciaram que a prefeita Denise Albuquerque não efetuará o pagamento dos meses de novembro e dezembro do ano em curso.


Da redação
Com CZN