.

.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Couto cita balela de Temer e diz que governo investigado não combate corrupção

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) citou em pronunciamento na Câmara que dos 24 ministros do Governo de Michel Temer, 15 são citados ou investigados na Operação Lava-Jato e disse que com uma equipe destas, o presidente ilegítimo reverbera a "balela" de suposto combate à corrupção. O deputado ainda reproduziu trecho de artigo publicado pelo jornalista Ribamar Fonseca, do Brasil 247, segundo o qual o Brasil sem justiça vive também um retrocesso moral.

"Além do retrocesso estrutural promovido por um governo ilegítimo, sem um único voto apesar da Constituição Federal afirmar que todo poder emana do povo e em seu nome será exercido, o Brasil também vive hoje um retrocesso moral, porque não existe justiça. Fruto de um golpe perpetrado por um Congresso recheado de corruptos, entreguistas, traíras, hipócritas e agora também esfaimados, sob os aplausos silenciosos de um Judiciário partidarizado, o governo Temer vem desmontando de forma acelerada todas as conquistas sociais obtidas nos últimos doze anos pelos governos petistas, promovendo um vergonhoso retrocesso num país que já ocupava um lugar de destaque entre as grandes potências mundiais. 

A PEC 241, cuja aprovação foi comemorada ruidosamente por uma Câmara empanturrada de filé mignon e caviar num rega-bofe de conchavos oferecido no palácio por Temer – a mesma Câmara que destituiu uma Presidenta democraticamente eleita –, se passar em todas as instâncias vai completar o conjunto de medidas que levarão o Brasil de volta ao passado", diz o texto de Fonseca.


Ascom do Dep. Luiz Couto