.

.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Profissionais de três emissoras de rádio de Cajazeiras foram barrados no credenciamento do Carnaval na Agrovila

Desde o ano passado que as conversas sobre a edição do Carnaval/2016 de Cajazeiras rendem falácias.

Nesta quinta-feira (21), houve mais um impasse entre à organização do evento e membros da imprensa local no tocante ao credenciamento dos profissionais, que iriam fazer a cobertura.

Como serão cobrados ingressos para os foliões terem acesso ao evento, os empresários e proprietários de três emissoras de rádio da cidade – acharam por bem, cobrar pela divulgação da festa, portanto, em represália, a organização do carnaval não liberou o credenciamento para os funcionários dessas emissoras criando um impasse.

Se não fosse lucrativa uma festa da magnitude como é o carnaval de Cajazeiras, nenhum “maluco” se atrevia fazer por conta e risco. A Prefeitura entra com infraestrutura e, aparato de saúde mobilizando dezenas de servidores durante os cinco dias de evento, o Estado, entra com as forças de segurança (Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros), empresários e colaboradores com os patrocínios em espécie e permutas outras. Cabe à organização toda sensatez sobre o assunto.
                                  

Da redação