.

.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Em Cajazeiras: adolescente vai para escola e desaparece, a mãe diz que garota está morta

Jociana Ferreira de Lima, moradora na Agrovila em Cajazeiras, foi à Delegacia de Polícia Civil - nesta quinta-feira (10) denunciar o desaparecimento da sua filha, Débora da Piedade Ferreira de Sousa (foto), 14 anos. De acordo com a mãe, a menina saiu de casa na quarta-feira (09), às 12h30 para ir a escola, Dom Moisés Coelho, no Centro de Cajazeiras e não mais retornou.
Jociana disse que o tio da adolescente ligou duas vezes na quinta-feira a partir das 22h, ela atendeu e disse que estava nas proximidades do Perpetão, indo para casa. Depois disso, a menor não retornou, não atendeu mais as ligações e o telefone encontra-se desligado.
A mãe de Débora contou que outras pessoas lhes disseram que a menina havia entrado num carro com mais quatro pessoas, inclusive um ex-presidiário.
A mulher informou também que a jovem falou por telefone com o pai, às 5h desta quinta-feira (10), dizendo estava chegando em casa, mas não retornou. Já para uma amiga, a garota teria afirmado que ela estaria no estado do Ceará.
Chorando a mãe apelou: “Quem ver a minha filha avise pelo amor de Deus. Estou arrasada. Estou pensando que mataram minha menina. Estou com muito medo. Alguém me ajude!”
Ela disse ainda que a menina tinha um namoradinho, morador do Bairro Vila Nova, mas não soube informar se o suposto rapaz está em Cajazeiras.
Para entrar em contato com a família de Débora ligue: (83) 9.9186-3554 ou 9.9153-4133 ou entre em conta com a polícia através do 190 ou 197.
Diário do Sertão