.

.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Blindada, Dilma assiste ao desfile de 7 de Setembro


Com um forte esquema de segurança e isolamento, a presidente Dilma Rousseff participou do desfile de 7 de Setembro nesta segunda-feira, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF). Dilma seguiu o protocolo oficial, que a deixou blindada de manifestantes a favor de seu impeachment e antipetistas.
Impedidos pelo Exército de acessar as arquibancadas na Esplanada, eles ficaram nos arredores da Biblioteca Nacional e do Museu da República. Mesmo afastados da cerimônia, eles exibiam bonecos infláveis apelidados de "Pixuleko", em sátira à presidente e seu antecessor, Lula.

Dilma passou a tropa em revista no Rolls Royce da Presidência até a tribuna de onde acompanha a parada. Dilma não discursou durante o desfile. Apenas declarou o início oficial da solenidade.

A presidente apareceu em público pela primeira vez ao lado do vice-presidente, Michel Temer, depois de ele ter dito que Dilma não aguentaria terminar o mandado sem apoio político. 

Também estavam na tribuna comandantes militares e ministros de Estado, como os petistas Jaques Wagner (Defesa), Edinho Silva (Comunicação Social), Aloysio Mercadante (Casa Civil), Miguel Rossetto (Secretaria Geral da Presidência) e José Eduardo Cardozo (Justiça), além do general José Elito, chefe do gabinete de Segurança Institucional da Presidência. Dilma foi recepcionada ainda pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB).

Além de integrantes das Forças Armadas, o desfile da Independência teve apresentações de alunos de escolas de Brasília e de integrantes de órgãos do governo local.

Veja