.

.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Deputado Renato Gadelha esclarece apreensão de camas em Sousa

O deputado Renato Gadelha deu sua versão a respeito do mal-entendido gerado na noite da última terça-feira (06) em Sousa, quando a PM apreendeu equipamentos do Hospital João XXIII que estavam cedidos a Upa de Sousa.

Renato explicou que o mesmo caminhão responsável por levar as camas de Campina Grande para Sousa, estava fazendo o transporte de volta para Campina. "O motorista e o ajudante do caminhão informaram à polícia que as camas são do Hospital João XXIII, pois eles mesmos as trouxeram para Sousa. Infelizmente, a PM foi induzida a erro e acabou por apreender o material", disse Renato.

O deputado, que já foi diretor do Hospital João XXIII, sugeriu à PM que as camas fossem levadas de volta a Upa até que ficasse comprovada a propriedade dos equipamentos. "No entanto, minha sugestão não foi acatada e as camas e colchões acabaram ficando retidas na delegacia", relatou Renato Gadelha.

O parlamentar explicou a cessão das dez camas e dez colchões para utilização na Upa de Sousa. "A licitação ainda levaria algum tempo e o João XXIII dispunha dos equipamentos. Foi feita a cessão à Prefeitura para que a população pudesse dispor dos serviços da Upa. Agora, diante do não uso das camas, o hospital estava buscando de volta o que lhe pertence", detalhou Gadelha.

Renato adiantou que a Secretaria de Saúde de Sousa estava ciente da retirada. “O hospital fez a solicitação que foi, prontamente, atendida pela prefeitura. A posse das camas será comprovada e ficará claro que tudo não passou de um mal-entendido. Tentou-se criar um fato político, mas toda a documentação necessária será apresentada e as camas seguirão o seu devido destino", finalizou.


Gabinete do Deputado Renato Gadelha

Assessoria de Imprensa