.

.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Justiça cassa mandatos de dois vereadores em Sousa por improbidade e condena-os devolver dinheiro ao erário

Saiu a decisão do Juiz da 4ª Vara da Comarca de Sousa, Dr. Diego Fernandes Guimarães, que julgou procedente Ação de Improbidade Administrativa no caso dos “Assessores Fantasmas” da Câmara Municipal de Sousa.

Foram condenados a perda das funções públicas os vereadores: Nedimar de Paiva Gadelha Júnior (PSD) e Eduardo Medeiros e Silva (PTB). A sentença também aponta a suspensão dos direitos políticos por sete anos e multa civil de R$ 31.745,46 a devolver ao erário público.

O ex-presidente da Câmara, Vereador Cacá Gadelha, e os tesoureiros: Marcos Oliveira e Ulisses Cesarino foram inocentados, haja vista, não terem nenhuma participação na ilicitude denunciada por Marcos Antônio de Paiva Gadelha, ex-assessor do gabinete do vereador Nedimar Gadelha de Paiva Júnior, que o nomeou e ficou com dinheiro.

Na época, o presidente do Poder Legislativo era Dr. Eduardo Medeiros, que foi acusado de participação na malversação do dinheiro público.
Com a perda dos mandatos quem assumirá em definitivo são vereadores, Cacá Gadelha (PSDB), aliado do prefeito André Gadelha, e Jucélio Marque (DEM), vereador oposicionista.

A decisão foi prolatada no dia (02) de dezembro, somente nesta quarta-feira (09) pela manhã, veio ao conhecimento da imprensa local.

ENTENDA O CASO - A denúncia do Poder Legislativo sousense foi divulgada em toda Paraíba, e o caso foi investigado pelo Ministério Público. O funcionário da prefeitura de Sousa, Marcos Antônio de Paiva Gadelha descobriu no Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o seu nome como servidor da Câmara Municipal, sem nunca ter prestado serviço a Casa, nem recebido qualquer remuneração. De acordo com os dados do TCE, Marcos Antônio estava como assessor especial do vereador Nedimar Júnior (PSD), desde janeiro de 2011. "Ele arrumou um emprego para mim no Estado nesse mesmo ano, acho que ele pegou meus documentos e colocou como assessor dele". Disse Marcos.



Da redação
Com folhadosertao