.

.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Governo inicia nessa sexta (11) em parceria com a Prefeitura de Patos a entrega de 11 barragens subterrâneas

Para o secretário Lenildo Morais essa é uma Tecnologia e Desenvolvimento Social capaz de produzir um novo patamar de desenvolvimento aos agricultores familiares.
Nesta sexta-feira, dia (11), o Governo da Paraíba através das secretarias de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (SEAFDS) e do Desenvolvimento e Articulação Municipal (SEDAM), estarão começando a entrega das 11 barragens subterrâneas do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem (Programa Viva Água) destinadas inicialmente ao município de Patos no Sertão paraibano.

Diversas comunidades nas zonas rurais da Morada do Sol como a comunidade de Marrecas, Pedra Branca I, Boi de Brito dentre outras que receberão as 11 barragens e 110 anéis desse grande benefício social.
Para o secretário Lenildo Morais, essa tecnologia de desenvolvimento social (Barragem Subterrânea) se inclui na fundamentação teórica inspirada nas ideias do líder indiano Mahatma Gandhi, que popularizou a fiação manual da charkha, uma roca de fiar giratória, como uma solução para diminuir a miséria. “O objetivo de uma tecnologia social é produzir um novo patamar de desenvolvimento, que permita o acesso e a produção do conhecimento por toda a população, unindo os saberes acadêmico e popular na busca de soluções sociais inovadoras. É isso que começaremos a ofertar a a população de Patos a partir dessa sexta-feira.

Os técnicos da Seafds e os agricultores experimentadores dialogarão visando a construção de diversas barragens subterrâneas na cidade”, afirmou Lenildo.
A construção da barragem subterrânea com 50 metros de comprimento por 3,1 metros profundidade ajudará a família de Maria das Dores Fernandes Coutinho uma das beneficiadas que mora na comunidade de Marrecas a salvar suas lavouras e a manter o rebanho em período de estiagem. “É muito importante essa parceria, pois convivemos numa região muito seca que se não fosse essa união de forças Governo/Prefeitura e Comunidade essa realidade jamais poderia se tornar realidade. Então temos que agradecer o governador por essa inciativa”, disse.

Orientados pelos técnicos da SEAFDS, os agricultores usam uma técnica antiga e simples de convivência com o semiárido, que acumula água no subsolo, evitando a evaporação, e facilitando o plantio de capim e forrageiras para os animais, milho, feijão e fruteiras, bem como água, através de cacimbão, para abastecimento. Depois de Patos o cronograma de entrega das barragens subterrâneas prosseguirá pelos municípios de Salgadinho, São Mamede, Santa Luzia, Cacimba de Areia, Mãe D’água, Junco do Serido e Santa Teresinha.


Secom/PB