.

.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Notável saber jurídico e posições firmes em relação à decisões judiciais destacam o desembargador cajazeirense Siro Darlan

O magistrado fez a palestra de encerramento da X Semana Jurídica da FASP de Cajazeiras na última quarta-feira (25).

A palestra de encerramento da X Semana Jurídica da Faculdade São Francisco da Paraíba – FASP, realizada na última quarta-feira (24), em Cajazeiras, foi bastante prestigiada pela comunidade acadêmica e pela sociedade cajazeirense e de toda a região. O Desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o cajazeirense Dr. Siro Darlan, fez a palestra de encerramento do evento, com o tema Justiça e Cidadania. O deputado estadual Jeová Campos autor do Projeto de Resolução Nº 97/2016 que outorga a Medalha ‘Epitácio Pessoa’ para o magistrado, acompanhou atento às explanações do palestrante.

“Siro é um paraibano que nunca esqueceu suas origens,  tem assento efetivo na 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desde 22 de novembro de 2004 e é Membro da Associação Juízes para a Democracia, e suas decisões, pela sua coragem e correição, tem feito história na magistratura brasileira. Ele é uma voz importante da Justiça nacional que não se curva ao corporativismo e que defende o que é correto”, atesta Jeová.

O parlamentar destaca que Siro foi uma das poucas vozes da magistratura que se declararam contra os juízes receberem quase R$ 1 mil por dependente a mais no salário e benefícios que já ganham do Estado brasileiro, para auxiliar na educação de seus dependentes. “Num país onde uma grande parcela recebe o salário mínimo que é baixíssimo e ainda não se garante acesso à creche a todos as crianças brasileiras que não tiveram o privilégio de nascerem filhos de juízes, esse pagamento extra de auxílio educação seria uma afronta e Siro se manteve firme contra esse despropósito”, argumenta Jeová.


Assessoria