.

.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Mãe que deu luz a trigêmeos na Maternidade de Patos recebeu alta nesta segunda-feira

Primeiros filhos do casal de agricultores Messias e Joana Darc nasceram sábado (14), de uma gestação de 35 semanas

Em um caso considerado raro na medicina, sem reprodução assistida, a agricultora Joana Darc Nunes de Medeiros, residente na zona rural de São Mamede (PB), deu à luz  a trigêmeos, no último sábado (14), na Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos. 
A mãe e os bebês, que nasceram saudáveis e com peso ideal, numa gestação de 35 semanas, tiveram alta na manhã de hoje (16). Especialistas na área de atuação em reprodução humana e medicina fetal afirmam que as chances dessa situação ocorrer são de uma em 100 mil. 
O parto foi realizado, pela obstetra Socorro Dias que foi auxiliada pelo médico Dr. Otoni Medeiros. Ainda fizeram parte da equipe as pediatras Salete Andrade e Fátima Queiroga, o anestesista, Augusto Márcio, a enfermeira Allana e os técnicos Gislayne e Orlando.
Em casos de gêmeos, explica o diretor geral da Maternidade, Dr. Odir Borges Filho, a gestação dura, em média, sete meses e meio. “Geralmente a expansão do útero não permite que a gravidez chegue aos nove meses. Ele cresce até certo ponto e a bolsa se rompe. Normalmente, por serem prematuros os recém-nascidos precisam de atenção e cuidados especiais. No caso da Joana não foi necessário nenhum cuidado extra já que os bebês nasceram saudáveis e com bom peso, tanto que tiveram alta dois dias após o parto”, disse o médico.

A primeira a nascer foi Maria Sofia de Medeiros, com 2,209g e 43cm, as 10h24. Depois foi a vez de Maria Júlia, a menor e mais leve dos três, que nasceu com 1.705g e 40 cm, as 10h25. O último bebê foi Rafael que nasceu com 2.200g e 44 cm, as 10h26. O pai dos trigêmeos, o agricultor  Messias Lima, disse que a chegada dos filhos é uma benção. “Nossa vida mudou completamente já que não tínhamos filho e quando Deus mandou veio três anjos. Ainda não sei o que vamos fazer, pois estou desempregado e minha esposa não vai poder trabalhar porque vai cuidar deles, mas Deus proverá”, disse ele, agradecendo a atenção e cuidado que seus filhos e esposa tiveram na Maternidade. “Fomos muito bem tratados e tudo deu certo”, comentou ele. 
O resguardo da agricultora será na casa de sua mãe, Dona Inácia, no Sítio Pilões, zona rural de Patos. Quem quiser ajudar o casal pode entrar em contato com Messias, pelo telefone (83) 98718 2423.


Assessoria