.

.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Câmara de Cajazeiras cria CPI para apurar denúncia de pedofilia em desvafor do vereador Jucinério Félix

A Câmara Municipal de Cajazeiras, aprovou em sessão ordinária da última na segunda-feira (09), a criação de uma Comissão Parlamentar, constituída pelos vereadores Ivanildo Dunga, Lindberg Lira, Eriberto Maciel e Alysson Lira, para apurar a denúncia anônima feita contra o vereador Jucinério Félix e recebida pela conselheira tutelar Terezinha Carolino, sobre um possível caso de pedofilia, que foi desmentido pelo próprio rapaz citado, que tem hoje 19 anos e por sua família, mas que acabou - amplamente divulgado em portais da Capital do Estado e emissoras de rádio da cidade, mesmo antes de ter sido protocolado no Conselho Tutelar de Cajazeiras, fato que contrariou o regimento interno do próprio conselho e foi entendido como uma manobra com objetivos escusos.
A sugestão para apuração do caso foi do próprio vereador Jucinério Félix que, em discurso no plenário, exigiu da Casa, uma postura firme no sentido de apurar o que chamou de denúncia irresponsável, sorrateira, criminosa e politiqueira, mas a criação da comissão terminou sendo requerida pelo vereador Alysson Lira, já que o regimento não permitia que a propositura fosse do vereador denunciado.
Sobre quem irá presidir e relatar a referida comissão, o presidente do Poder Legislativo - Vereador Nilson Lopes, sugeriu que a composição se reúna entre si e faça a escolha consensualmente. Após escolha de presidente e relator, a Comissão Parlamentar poderá convocar as partes envolvidas no fatídico episódio e dar inicio aos trabalhos e tomadas das providências cabíveis.