.

.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Projeto de novo partido de Kassab pode ajudar Ricardo e prejudicar Rômulo

De acordo com a Folha de São Paulo do último domingo (11/01), o Ministro das Cidades e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab está tentando convencer o governador Ricardo Coutinho (PSB) a ingressar em um novo partido que está sendo criado no Brasil, o PL. 

Detalhe é que na Paraíba, Kassab tem como aliado de primeira hora o deputado federal eleito, Rômulo Gouveia, presidente do PSD no Estado, que rompeu relações políticas com Coutinho no período pré-eleitoral de 2014. Com a aproximação de Kassab e Ricardo, Gouveia pode ter prejudicado o comando político que tem no partido na Paraíba.

De acordo com a publicação, Kassab trabalha para criar, ou recriar, o PL e logo após fundir a legenda com o PSD, possibilitando a migração partidária sem por em risco os mandatos de políticos que decidirem migrar de legenda.

Além de Ricardo, outro governador que estaria na mira do PL seria o de Amazonas, José Melo (Pros).

A manobra pode prejudicar o PSD na Paraíba, onde a maioria dos membros está na oposição a Coutinho, mas a nível nacional, a meta de Kassab é comandar a segunda maior bancada na Câmara Federal, passando de 37 deputados eleitos no PSD para 66 parlamentares com a migração dos membros de outras legendas.

O posicionamento de Rômulo, um dos fundadores nacionais do PSD e membro da Executiva nacional do Partido, pode 'azedar' a pretensão de Kassab na Paraíba. Gouveia é um dos deputados federai eleitos pelo PSD e sua presença na bancada federal pode ser decisiva na escolha do ministro que tem como objetivo fortalecer seu comando no Congresso e ganhar mais força no Governo Federal.

Durante a campanha, Ricardo foi o primeiro candidato a governador do PSB a declarar apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT), abrindo dissidência no partido socialista que apoiou formalmente a candidatura de Aécio Neves (PSDB) para presidente.



Da redação
Com Folha de SP e MaisPB