.

.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Câmara Municipal de Triunfo aprova título de “persona non grata” para o deputado José Aldemir

Tempos difíceis para o deputado José Aldemir - A Câmara Municipal de Triunfo esteve reunida na última sexta-feira (24/04), em mais uma sessão ordinária e, na oportunidade os vereadores aprovaram o título de “Persona Non Grata”, para o deputado estadual José Aldemir.

O requerimento foi de autoria do presidente da Casa - Vereador Joaquim Júnior, que na justificativa, afirmou que o deputado, “proferiu duras críticas a esta Casa e como um todo, a todos nós vereadores. Tendo desrespeitado o poder legislativo falando inverdades sobre esta Casa e seus vereadores em participação em programa de rádio”.

O presidente Joaquim Júnior usou a tribuna e repudiou de forma veemente as declarações do deputado.

“No dia 21, o deputado Zé Aldemir foi para uma emissora esculhambar com nós vereadores e aqui quero fazer um desafio. (…) eu votei nele em 2010 e não peguei nem sequer um real (…) Faço um desafio (…) Se ele me deu um real para eu votar nele em 2010 eu renuncio o meu mandato, muito pelo contrário, votei de graça”, disse o vereador.

“Agora ele devia tá defendendo era o povo, porque nós estamos precisando de água aqui em Triunfo, cadê que ele defende”, disse Joaquim júnior.

O vereador Barthô usou a tribuna e comentou o requerimento de “persona no grata” contra o deputado José Aldemir. O parlamentar afirmou que votou por duas vezes no deputado e que “ o voto é democracia, você não é obrigado a votar em uma pessoa toda a vida não. (…) eu acho que ele foi muito infeliz nessa parte de querer falar mal dos vereadores”, disse o parlamentar.

O vereador Marcos Antonio usou a tribuna e também comentou o requerimento. Para o parlamentar, a revolta de José Aldemir é porque a Câmara deu um título de cidadão triunfense para o deputado Jeová Campos. Em um discurso veemente, o vereador solicitou do deputado mais respeito com os vereadores de Triunfo.


O título de “Persona Non Grata foi aprovado por unanimidade pelos vereadores presentes na sessão, que foram: Barthô, Lindaires, Faguinho, Batista, Chicolina, Marcos Antonio e Alberto Cândido.


Por Gutemberg Cardoso