.

.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Raimundo Lira anuncia audiência pública na CAE com presidente do Banco Central para debater política monetária

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) dará sequência, na terça-feira (24) à série de audiências públicas para discutir a crise na economia brasileira. Segundo o vice-presidente da CAE, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), o segundo convidado será o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que debaterá as diretrizes, implementação e perspectivas da política monetária nacional. A audiência será às 10h, na sala 19 da Ala Alexandre Costa, no Anexo II do Senado.

De acordo com a Agência Senado de Notícias, o Banco Central atribui a alta dos preços a dois processos. O primeiro é o realinhamento dos preços domésticos em relação aos internacionais, em particular devido ao fortalecimento do dólar norte-americano contra várias moedas. Nesse caso, seria um fenômeno global. O segundo processo, na avaliação do Banco Central, é o realinhamento dos preços administrados em relação aos livres.

Esses ajustes de preços, no entendimento do BC, fazem com que o pico da inflação ocorra no primeiro trimestre de 2015. O desafio, como assinalou o Comitê de Política Monetária (Copom), é evitar que as pressões detectadas em horizontes mais curtos “não se propaguem para horizontes mais longos”.

De acordo com o Copom, esse realinhamento de preços tornou “o balanço de riscos para a inflação menos favorável este ano”. Para o conselho, os ajustes de preços fazem com que a inflação se eleve no curto prazo e tenda a permanecer elevada em 2015.

O Copom avalia que tem se fortalecido para o próximo ano o cenário de convergência da inflação para o centro da meta (4,5%). “Para o comitê, contudo, os avanços alcançados no combate à inflação – a exemplo de sinais benignos vindos de indicadores de expectativas de médio e longo prazos – ainda não se mostram suficientes”, afirma a ata.

A tendência de alta da inflação já havia sido prevista por Tombini na última audiência na CAE, em 16 de dezembro do ano passado. Na ocasião, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dos 12 meses anteriores era de 6,56%. O próximo convidado, em data ainda não definida, será o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.
Para desempenhar a função de uma comissão da importância da CAE, Lira disse que é preciso ouvir as pessoas, dar oportunidade a todos os parlamentares e às bancadas, com tranquilidade diante das divergências de interesses. Por isso as audiências são de suma importância, na avaliação do senador paraibano.


Gabinete Senador Raimundo Lira – PMDB/PB
Assessoria de imprensa