.

.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Zenildo defende uma mudança verdadeira para Sousa e lança o ‘tijolo’ como símbolo da reconstrução da cidade

Empresário apresenta entre os focos de trabalho a humanização e a meritocracia nos serviços públicos.


O empresário de sucesso, Zenildo Rodrigues de Oliveira, dono do Grupo Pau Brasil que aglomera diversas empresas premiadas nacionalmente que geram centenas de empregos diretos no Sertão paraibano, mais especificadamente na cidade de Sousa, lançou seu nome na disputa para a prefeitura como uma alternativa que representa uma mudança verdadeira do atual modelo de gestão pública rejeitado pela população. Zenildo propõem entre ostros focos de trabalho a humanização e a meritocracia nos serviços públicos.

O empresário defendeu, durante entrevista num programa radiofônico da cidade na última quarta-feira (11), a modernização da gestão pública, pois segundo ele, os serviços públicos nunca atingiram um patamar de qualidade que povo paga e merece.

Para Zenildo, a prefeitura não consegue atender as demandas da sociedade e isso não se deve à falta de recursos já que somente no ano passado a Secretaria de Saúde recebeu mais de R$ 30 milhões. “Há tempos, por exemplo, que não há dinheiro para insumos básicos nos postos de saúde, como papel, material de expediente e medicamentos. Todos os setores da administração sofrem com falta de planejamento”, declarou Zenildo que como empresário é o maior contribuidor de ICMS do Sertão.

O empreendedor defendeu que, para mudar o quadro apresentado, a solução é traçar um planejamento para Sousa. “É preciso pensar Sousa de forma institucional e não política. Precisamos de uma política pública que traga riquezas para a sociedade. Isso só vai acontecer com um planejamento de gestão. A transformação para mim só se galga através da educação, do entusiasmo e do amor pelo que se faz”, afirmou.

Segundo ele, um prefeito que não cuida nem de reorganizar a ‘cerca’ da sua fazenda que se encontra no chão, não tem como cuidar do bem público. O empresário lembra que caso chegue a ser prefeito estabelecerá uma relação moderna com os servidores públicos, incentivando a meritocracia e a humanização no atendimento público.

Zenildo Oliveira se lembrou da sua infância modesta para destacar que saberá dar valor a cada centavo que entrar nos cofres públicos. “Eu sei o que é só ter um ovo para comer. Fui vendedor de bombons, entregador de queijo, tive que fazer até uma rifa de um bode para conseguir arrecadar dinheiro para tirar a licença na junta comercial e abrir minha primeira empresa. Hoje somos considerados a quinta maior distribuidora do país, isso muito me orgulha, mas não me faz me esquecer meu passado, nem muito menos pensar que cheguei aqui sozinho. Minha visão e de trabalhar em grupo dividindo as conquistas. Na minhas empresas empregado se torna sócio”, destacou o pré-candidato a prefeito convidando os munícipes a se unirem nesse modelo de gestão que pretende levar para a prefeitura.

Na sua gestão garante o empreendedor, o servidor efetivo não mais se sentirá com baixa confiança por ter que sair de casa para o trabalho sabendo que existem indicados políticos que não comparecem as repartições, mas que ganham bem mais do que seus vencimentos de servidor de carreira. Na administração de Zenildo a meritocracia, a capacidade técnica, o método e a humanização serão focos de trabalho. “Atualmente segundo dados empíricos 82% da população de Sousa querem uma mudança eu coloco meu nome como uma mudança verdadeira que lança o ‘tijolo’ como símbolo da reconstrução da cidade”, destacou Zenildo.

RESPOSNSABILIDADE SOCIAL – Há anos o empresário Zenildo Rodrigues de Oliveira desenvolve nas suas empresas iniciativas de Responsabilidade Social como foco de atuação no desenvolvimento e apoio a iniciativas nas áreas de Educação e Desenvolvimento Comunitário. Zenildo apoia inciativas como o respeito ao meio ambiente, através do projeto ‘Reciclar’ que conscientiza por meio de palestras os funcionários a não desperdiçar água, não descartar óleos, restos de tinta nos ralos, praticar coleta seletiva. Assim todo o material descartado das revendas, sendo ele: papelão, plástico, latas de alumínio ou aço, garrafas pet, refugos de garrafeiras em geral são recolhidos, selecionados e vendidos a empresas de reciclagem, onde o valor é revertido na compra de material escolar para os filhos dos funcionários. O material escolar é dividido em quantidades iguais para as crianças de acordo com a idade.

Orquestra Pau Brasil – Outra inciativa social apoiada pelo empresário foi a criação da orquestra de Câmera Pau Brasil, que ofereceu a crianças carentes cursos de música clássica e instrumentos de forma gratuita a jovens do Sertão. Para Zenildo a responsabilidade social sempre foi uma política fundamental nas suas empresas, pois contribuem para a melhoria de vida dos sertanejos.

Empregado se torna sócio – Nas empresas de Zenildo o empregado dependendo tão somente de seus esforços tem a chance de se tornar sócios. Diversos funcionários hoje são parceiros dos empreendimentos deste sousense.

Assessoria de comunicação

Zenildo Rodrigues