.

.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Preso por matar criança usada como escudo em Patos é morto por asfixia em presídio

Polícia agora investiga se a morte de Marielson Nascimento foi suicídio ou assassinato.

O jovem Marielson Nascimento Gregório, 22 anos, réu confesso pelo duplo homicídio que vitimou o trabalhador Severino Cavalcanti Nunes e a criança Maria Eduarda, no município de Patos, foi encontrado morto, nesta quinta-feira (12), por volta das 11h30, em cela da Penitenciária Procurador Romero Nóbrega.

O delegado Diego Beltrão afirmou a imprensa patoense que a origem da morte foi asfixia. Ainda segundo ele, ainda não se sabe se foi um suicídio ou homicídio. O corpo não apresentada sinais de violência física.

O delegado ainda informou que foram utilizados barbantes para provocar a morte. O corpo foi encontrado pendurado dentro do banheiro da cela, que era reservada dos demais apenados.

O CRIME - O crime que chocou o sertão paraibano aconteceu no sábado (7), às 20hs30, na Rua do Prado, no bairro Liberdade, em Patos. Marielson Nascimento fez vários disparos de arma de fogo atingindo as vítimas. 

A Polícia Militar conseguiu prendê-lo algumas horas depois da prática do duplo homicídio.




Patos Online