.

.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Secretário de comunicação e vereadores são presos após confusão em sessão na Câmara Municipal do Conde

A sessão da última segunda-feira (23), na Câmara Municipal de Vereadores do Conde, no litoral sul da Paraíba, acabou em quebra-quebra e prisão de vereadores e do secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal. Os detidos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil na cidade de Alhandra para prestarem esclarecimentos.

A confusão teria iniciado com a chegada do secretário Alisson Campelo à Casa. Ele teria se desentendido com o vereador Naldo da Cell, que é do PT e aliado ao Padre Severino. Alisson e Naldo já vinham trocando ofensas através de grupo de Whatsapp. Naldo foi tirar satisfação com o secretário causando reação de parlamentares governistas.

Os vereadores Emerson (PHS) e Fábio Tatu (PTdoB),  que são aliados da Prefeita Tatiana Correia (PTdoB),  partiram para cima de Naldo para acabar a briga dele com Alisson.

No meio da confusão, o presidente da Câmara, Denys Pontes (PR), que já estava com carta renúncia para ser apresentada, saiu do local e alegou está passando mal. Ele foi levado para um dos hospitais de João Pessoa. Na confusão, um computador foi danificado.

A Polícia Militar foi chamada e prendeu Emerson e Tatu. Na hora que os dois estavam sendo conduzidos, Alisson tentou impedir a ação da polícia e também foi preso. Os três foram levados até a delegacia de Alhandra.
A prefeita da cidade, Tatiana Correia, se dirigiu até a delegacia para saber o que tinha ocorrido e prestar solidariedade ao secretário e aos vereadores da base. O ex-prefeito do Conde, Aluizio Régis, também foi visto nas proximidades da Câmara.

Na referida sessão, além da renúncia de Denys, os parlamentares planejavam marcar a próxima eleição para escolher o novo presidente da Câmara. Denys renunciaria após pressão dos próprios aliados para que não sofresse processos por irregularidades na Casa.


Da redação

Com Marcos Wéric