.

.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Vice-prefeito de Cajazeiras revela que prefeita quer apoio de José Aldemir nas próximas eleições

O vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo, minimizou possível rompimento entre o grupo da prefeita Denise Oliveira e o deputado estadual José Aldemir. Durante entrevista concedida ao programa “Debate sem Censura”, na tarde dessa sexta-feira (13), Júnior disse que o grupo acredita na manutenção da parceria com Aldemir.

Júnior Araújo destacou que a prefeita e vários auxiliares da gestão municipal participaram ativamente da campanha de Aldemir para deputado estadual: “Deputado de grande valia, ele é escravo do mandato. Não é atoa que ganhou o título de Unimed do sertão e esperamos que ele esteja alinhado ao grupo da prefeita Denise, a gente espera porque tanto Denise quanto o esposo Carlos Antônio deram apoio a José Aldemir por isso a gente espera que ele esteja junto à condução da reeleição da prefeita”, pontuou.

O vice-prefeito não confirmou se participará da chapa majoritária no cargo de vice, mas assegurou que continuará ao lado da prefeita independente de espaços na chapa.

A polêmica sobre suposta privatização do carnaval foi esclarecida pelo vice-prefeito. Júnior Araújo disse que a prefeita determinou que não irá investir recursos públicos em festas e, por isso, optou por uma parceria com a iniciativa privada: “Nós estamos dando uma nova dinâmica ao carnaval. Não é responsável para a prefeitura investir volumes voluptuosos de recursos sendo uma cidade pobre. Cito o cachê de Garota Safada que chega a quase R$ 200 mil. Então, desde de 2013 a prefeita tomou a decisão de não investir dinheiro público em festas, mas estamos fazendo parcerias público/privadas”.

O vice-prefeito garantiu que o valor cobrado ou a troca de ingresso por 2kg de arroz serão revertidos para instituições carentes da cidade: “Nós transformamos o carnaval de Cajazeiras em solidário.  A gente troca o arroz que é tradição na nossa região, então o folião troca 2kg de arroz que será revertido para instituições carentes. E após o carnaval, nos vamos entregar com a participação até de vereadores da oposição”, concluiu.



Polêmica Paraíba