.

.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Ministério quer informações da PMJP sobre projeto da Falésia do Cabo Branco

O Ministério do Turismo vai solicitar à Prefeitura de João Pessoa informações sobre o projeto de obras de proteção da Falésia do Cabo Branco, na Capital, e o empenho feito em 2010 de uma emenda de R$ 6,5 milhões para a contenção do problema. Esses foram alguns dos pontos discutidos na reunião entre o ministro Vinicius Lages e a bancada federal da Paraíba. O encontro ocorreu na tarde da última terça-feira (02), em Brasília. 

O deputado federal Wilson Filho (PTB), que coordena a bancada paraibana no Congresso Nacional, disse que os políticos solicitaram dados ao Ministério do Turismo a cerca da emenda e se a Prefeitura de João Pessoa tem algum projeto que visa proteger a barreira do impacto das ondas e infiltrações fluviais que degradam o local. 

“Faz duas semanas que a bancada está discutindo o problema, mas a prefeitura não se pronuncia para dialogar conosco. A bancada está fazendo papel de cobrar para tentar resolver o problema. Existe uma emenda empenhada, de 2010, do deputado Wilson Santiago, de cerca de R$ 6,5 milhões, que poderia resolver o problema, mas parou na gestão atual da Prefeitura. Em virtude desse impasse, o ministro vai se pronunciar sobre os questionamentos feitos pela bancada nos próximos dias, depois de solicitar os dados do governo municipal”, adiantou o deputado, acrescentando que Lages prometeu empenho na destinação de mais recursos para a área da falésia.

O parlamentar enfatizou a união da bancada com a sociedade paraibana na cobrança de ajuda do Governo Federal e pedir uma presença mais rígida da Prefeitura Municipal de João Pessoa em um dos pontos turísticos mais lindos do Nordeste e do Brasil. 

“Enquanto as obras não começam, a erosão na falésia continua e a situação fica ainda mais preocupante. Não se trata de uma crítica, de uma questão político-partidária, mas da união de todo mundo pelo maior bem turístico e um dos maiores e mais lindos pontos turísticos que o Brasil tem e, é claro, um presente que Deus e a natureza deram à Paraíba, marcado pelo Farol do Seixas, que, infelizmente, daqui a poucos anos, pode cair”, alertou Wilson Filho.

Hyldo Pereira
Assessoria de imprensa
(83) 8642-5957