.

.

terça-feira, 11 de julho de 2017

PMCG culpa Tribunal por atrasar salários e Sintab denuncia Governo por doar dinheiro

A própria Secretária de Saúde da Prefeitura de Campina Grande, Luzia Pinto, reconheceu que os prestadores de serviço da Saúde ainda não receberam seus salários do mês passado e colocou a culpa no Tribunal de Contas pelo atraso no pagamento.

Segundo ela, a folha de pagamento mudou por conta do Sagres e Tribunal de Contas, mas não apresentou nenhum documento que provasse essa mudança ou alguma determinação do Tribunal para tanto. O TC não emitiu nenhuma nota sobre essa modificação justificada pela PMCG.

Os servidores estão cansados com as desculpas da PMCG. Em assembleia este mês, convocada pelo Sindicato da categoria, o Sintab, vários funcionários externaram revolta com a situação de atraso dos salários e a falta de condições de trabalho nas unidades de saúde.

O agente comunitário de saúde Joaquim de Souza Dias. Segundo ele, os serviços não funcionam como deveriam, faltam medicamentos e a marcação de exames está sempre deficitária. “Esse governo está tomando nosso fôlego. Em setembro vai fazer um ano da promessa de novos EPIs. Estamos cansados de sermos enrolados”, completou.

A insatisfação foi reforçada pela também ACS Carla Adriana Soares. “Estamos correndo risco de não receber nem o PASEP, mas o prefeito diz que está tudo bem, a nossa situação não muda. Precisamos lutar ainda mais”, disse.

O coordenador de comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, destacou que não faltam recursos nos cofres da Prefeitura. “A Prefeitura está gastando 70 milhões do precatório, doou R$ 3 milhões à Aliança para o São João e não houve prestação de contas desse dinheiro". "Só se fala de crise quando é pra garantir direitos dos trabalhadores e da população’’, frisou.

Fonte: ampinadenuncia@gmail.com