.

.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Homem recorre à corrente para ter problema da filha menor resolvido pelas autoridades de saúde do Estado em Cajazeiras

Um homem está acorrentado no portão principal de entrada do Nono Núcleo de Saúde em Cajazeiras e clama à direção do referido órgão estadual, que seja realizada a entrega de fraldas e leite, para sua filha menor, que vive acometida de doença rara. 

Flávio, afirmou que está cansado de ser jogado de um lado para outro e a direção daquele órgão responsável não toma providência alguma para resolver o problema. Populares que passam no local lamentam a situação humilhante a que chegou o atendimento do Hospital Regional de Cajazeiras, Maternidade e todo o complexo estadual de saúde do Estado.
Recorrente. A situação se repete, promessas são feitas, para que o Senhor Flávio desista de realizar o referido ato de protesto público, porém, segundo o mesmo, a direção do Nono Núcleo de Saúde do Estado - garante resolver a questão, mas sempre que ele se retira, volta a se repetir.

Vítima de humilhação, e mesmo com toda a documentação do Ministério Público, para as autoridades resolverem o problema, a direção se nega fornecer os insumos à criança que é carente e residente na cidade de Uiraúna, região metropolitana de Cajazeiras, no Sertão paraibano.

Da redação