.

.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Couto participa da Greve Geral e votará pelo recebimento de denúncia contra Temer

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) teve uma agenda repleta de compromissos desde a última sexta-feira (30), em João Pessoa. Ele concedeu entrevista à TV Master às 7 horas, durante o programa Café com Notícia, e ao meio-dia foi o entrevistado no programa "Fala, Paraíba", da Rede Tabajara de rádios. Em ambas as ocasiões ele reafirmou seu compromisso de defender os interesses dos trabalhadores e se posicionar contra as reformas que o presidente Michel Temer (PMDB) deseja implementar.
                                     
Couto também tomou parte nos atos da Greve Geral, realizada na última sexta-feira, 30, na capital paraibana. Junto com outras lideranças políticas, sociais e trabalhistas, ele discursou no principal evento daquele dia, no fim da manhã em frente ao Shopping da Lagoa. Enquanto as lojas estavam fechadas por conta da mobilização dos trabalhadores, Luiz Couto criticou o "pacote de perversidades" do presidente e defendeu eleições diretas.

Neste domingo, 2 de julho, um levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo publicou que Couto será um dos dois votos da bancada paraibana para dar o aval para que o Supremo Tribunal Federal (STF) possa aceitar a denúncia por corrupção passiva, apresentada pela Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer. Caso haja 342 deputados com votos semelhantes ao de Luiz Couto na Câmara, o STF poderá abrir a ação penal, gerando o afastamento de Temer por até 180 dias para ser julgado. O outro voto paraibano a favor do recebimento da denúncia é do deputado tucano Pedro Cunha Lima.

"Temos um presidente denunciado por corrupção, formação de quadrilha e obstrução à Justiça. É claro que ele precisa responder por isso e meu voto será para que a Câmara chancele a necessidade de prosseguir com essa apuração", declarou Couto.

Ascom do Dep. Luiz Couto