.

.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Prefeito de Cajazeiras convoca coletiva de imprensa e fala sobre os 100 dias de governo

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir Meireles de Almeida prestou entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (10/04), no auditório do Centro Administrativo Municipal, para explanar sobre os seus primeiros (cem) dias de gestão administrativa à frente do Poder Executivo cajazeirense. Inicialmente, o prefeito destacou os inúmeros problemas encontrados nos dias iniciais de gestão, que causaram grandes dificuldades no andamento da máquina pública, a exemplo, da inadimplência do município que mantém a Prefeitura no CAUC, que corresponde ao (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias) e, CADIN (Cadastro Informativo de créditos não quitados do setor público federal, que consiste num banco de dados que contém os nomes das pessoas físicas e jurídicas que sejam responsáveis por dívidas vencidas e não pagas a órgãos e entidades da Administração Pública Federal, direta e indireta).
No entanto, tem sido realizado um trabalho intensivo junto à assessoria jurídica, para conseguir o grande marco de sua administração, possibilitando, à cidade de Cajazeiras – receber recursos federais que serão investidos em diversas obras estruturantes.
José Aldemir enfatizou ainda, que a grande marca do seu governo será a transparência e, diante o que ocorreu anteriormente, onde o município foi destaque na imprensa nacional com o envolvimento de servidores na Operação Andaime, os processos licitatórios têm sido transparentes.
Estamos com a folha pagando dentro do mês trabalhado – recebemos uma cidade feia, abandonada, alto estima ruim“, disse o gestor. Por determinação do prefeito, cada secretário irá utilizar os espaços das emissoras de rádio, para informar de suas ações e, como encontrou cada pasta. Advertência: “Não vou revolucionar a administração de Cajazeiras, não posso ser hipócrita de dizer isso“; – “criamos uma Comissão de Gestão e Transparência, constituída de três secretários: Marcos Pereira, José Jesus e Jone Pereira, onde todas as despesas e empenhos tem que passar pelo crivo desta comissão” – “Formamos um Conselho Político, com sete membros, com o intuito de auxiliar a nossa gestão a governar a cidade“, ressaltou. Para ler na íntegra, clique aqui!