.

.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Delegado baleado em Uiraúna reage bem a tratamento e já responde a estímulos

O delegado Leonardo Machado, que foi baleado no começo do mês na cidade de Uiraúna, após discutir com o Ivamar de Paiva Barreto, acusado pelo crime, está reagindo bem ao tratamento intensivo realizado no Hospital de Trauma de João Pessoa. A informação é do diretor da unidade, Dr. Edvan Rodrigues.

Edvan explicou que o lado direito do cérebro do delegado, que é responsável mais pela parte emotiva e temperamento foi totalmente preservado. Já a parte esquerda do cérebro, que é a considerada executora e na parte de trás, responsável pelo equilíbrio, motricidade, forças, compreensão de falas, idiomas, fala, foram às atingidas.

No momento conseguimos acorda-lo. A primeira tentativa, ele respondeu bem aos estímulos de motricidade respondendo com gestos como entendendo o que estávamos falando com ele, mas é praticamente impossível sair de um trauma como esse sem sequelas”, destacou o médico.


Apesar da declaração, Dr. Edvan informou que a equipe está buscando que o mínimo de sequelas sejam possíveis em se confirmando a recuperação. “Só não podemos determinar ainda se ele conseguirá voltar à vida profissional. Já que ele atua em área não só intelectual, mas também física. O tempo que vai dizer. Temos conduzido o caso com todo cuidado possível e ele tem respondido de forma satisfatória”, revelou.
 O comerciante Ivamar de Paiva Barreto, apontado pelas investigações da Polícia Civil da Paraíba como autor dos tiros contra o delegado Leonardo Machado, 37 anos, foi condenado por homicídio no Rio Grande do Norte e continua foragido. Qualquer informação sobre o paradeiro do acusado entrar em contato com os telefones acima mencionados.


Da redação
Com paraiba.com.br