.

.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Rádio FM Educativa do IFPB em Cajazeiras vai operar em 106,3

Repercutiu no último final de semana, a notícia dando conta de que o Ministério das Comunicações (MC) autorizou mais um canal de FM Educativa para o Instituto Federal da Paraíba. Trata-se do Canal 292-E, que vai operar na faixa 106,3 ocupando espaço privilegiado no dial da radiodifusão cajazeirense.

“O acontecimento revela entendimento do MC com o MEC, dando sinal verde para que os institutos e as universidades iniciem a construção de seus sistemas de transmissão digital (som e imagem)”, esclarece o reitor do IFPB, professor Nicácio Lopes.

A diretora-geral do Campus-Cajazeiras, Lucrécia Petrucci, recebeu a notícia da liberação do Canal de FM para sua unidade de ensino com muita alegria. Ela demonstrou sua ansiedade em ver a emissora funcionando o mais rápido possível. “Estamos felizes e torcendo para que esse novo som venha fazer parte do cotidiano da cidade e em particular da nossa comunidade acadêmica”, afirmou.

“Esse novo modelo de comunicação desenhado pelo Governo Federal tem como missão contribuir com a modernização das instituições de ensino superior no Brasil, tornando-as autossuficientes na divulgação do ensino, pesquisa e extensão”, ressaltou o reitor Nicácio, ao citar trecho do discurso do ministro Renato Janine, durante solenidade pública, semana passada em Brasília.

Este ano, Nicácio Lopes já esteve, por duas vezes, no Ministério das Comunicações destravando processos com pedido de outorga de canais de FM e TV que tramitam no MC. No final do mês de março, o ministro Ricardo Berzoini liberou o Canal 255-E da Rádio IFPB, em Campina Grande, que vai operar na frequência modulada de 98,9 MHz, classe B1.

A expectativa do reitor do IFPB é de que até o final deste ano, o Ministério das Comunicações autorize mais três canais, sendo um de FM para Guarabira e dois de TV-E para a capital (Geradora) e o Interior (Repetidora), concluiu Nicácio Lopes ao destacar que o IFPB já conta com boas experiências na área de Rádio e TV.

PROJETO

A Diretoria de Comunicação Social e Eventos do Instituto Federal da Paraíba é o órgão responsável pela instrução dos processos de pedido de outorga do IFPB.

De acordo com o diretor Filipe Donner a formatação dos projetos em conformidade com os editais lançados pelo Ministério das Comunicações é fundamental para garantir a participação do IFPB no certame.

“Porém o mais importante na conquista de um canal é o diálogo com os gestores do MC e o acompanhamento dos processos e cumprimento dos prazos previstos em cada etapa do certame”, esclareceu Donner ao destacar que nesse quesito o reitor Nicácio Lopes tem sido perspicaz e habilidoso.

O diretor de comunicação disse ainda que vem sendo realizado estudo de viabilidade técnica para subsidiar projetos de radiodifusão (TV e Rádios) nos municípios de Sousa, Monteiro e Cabedelo. “Pelo menos um canal de FM e outro de TV devem ser conquistados pelo IFPB, contemplando essas localidades”, concluiu Filipe Donner ao citar que este ano será oferecido um curso de produção e locução destinado aos professores e técnico-administrativos interessados em atuar na área.

HISTÓRICO

Os últimos fatos gerados com as portarias recém-publicadas pelo Ministério das Comunicações são autorizações de emissoras de rádio que estão na pauta do IFPB desde 2011.

Os canais, com fins exclusivamente educativos, estão sendo concedidos à Reitoria do IFPB que em articulação com os campi colocará em funcionamento as emissoras. Na capital funcionará uma central de produção de rádio e TV como cabeça de rede. Cada campus terá que preencher pelo menos 20% da grade de programação com conteúdos locais.


Os diretores-gerais dos campi Campina Grande e Cajazeiras devem se reunir com o reitor Nicácio Lopes no início do próximo mês para construção de uma pauta de interesse comum, prevendo os próximos passos rumo á formação da rede de radio e TV educativas do IFPB.


Assessoria/IFPB