.

.

terça-feira, 12 de maio de 2015

Audiências públicas debaterão recursos hídricos da Paraíba e criação da Zona Franca do Semiárido Nordestino

Debates acontecem nas cidades de São Bento, Cajazeiras  e Coremas, nos próximos dias 14, 15  e 16, respectivamente

A Assembleia Legislativa vai estar presente em três eventos importantes, essa semana, que vão debater a segurança hídrica da Paraíba e a criação da Zona Franca do Semiárido nordestino. O primeiro evento que terá a participação da Casa de Epitácio Pessoa é uma audiência pública, nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal de São Bento, realizada pela Frente Parlamentar da Água, presidida pelo deputado Jeová Campos (PSB). O segundo evento será a audiência pública que debaterá a criação da Zona Franca, na cidade de Cajazeiras, na sexta-feira (15) desta vez através da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente, também presidida pelo deputado Jeová, em parceria com a bancada federal paraibana, capitaneada pelo deputado Wilson Filho. Jeová também representará a ALPB em outra audiência pública que acontecerá no sábado (16), na cidade de Coremas.

As duas audiências públicas foram divulgadas na edição desta terça-feira (12), na página 02, do Diário do Poder Legislativo. A audiência de São Bento acontece, a partir das 10h, na Câmara Municipal da cidade. Já a audiência em Cajazeiras, começa às 8h, no auditório da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FAFIC). A audiência do sábado (16), na cidade de Coremas, é uma iniciativa local, através do prefeito Antônio Carlos Lopes, e acontecerá, a partir das 9h,  no Centro Pastoral João Paulo II. Na ocasião serão debatidos três temas: O controle da vazão das águas de Coremas/Mãe D’água; o sistema de tratamento de água e obras de saneamento local e  a doação das áreas do DNOCS para a prefeitura local.

O deputado Jeová Campos destaca que esses três momentos serão de suma importância. “Na audiência de São Bento vamos encerrar a coleta de dados in loco da Frente Parlamentar da Água, na de Coremas vamos complementar essas informações e na de Cajazeiras debateremos um assunto que abrange os 1135 municípios que integram a zona do semiárido nordestino e o desenvolvimento que essas localidades podem ter a partir da criação dessa zona franca”, destaca o parlamentar, convidando a sociedade a participar de todos esses debates.



Assessoria