.

.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Reunião marca criação e implantação de um museu em Cajazeiras

Foi na noite da última quarta-feira (19), no Plenário da Câmara Municipal de Cajazeiras, que um grupo de pessoas ligadas às manifestações culturais e, à preservação da história do município se reuniu em prol de uma discussão pela criação e implantação do museu de Cajazeiras.
Há pelo menos vinte e cinco anos, pessoas ligadas à cultura de Cajazeiras, discutem à necessidade da implantação de um espaço para abrigar a história de sua gente e trajetória dos acontecimentos sociais desta comunidade. Porém, fora marcada para a noite da última quarta-feira (19/11/2014) com iniciativa consensual – uma reunião e da mesma, as discussões se encaminharam à elaboração de um documento a ser apresentado à Prefeita Denise Albuquerque, onde a gestora possa encaminhar à Câmara Municipal um Projeto de Lei do Executivo pela criação do Museu Municipal de Cajazeiras, órgão ligado à Secretaria Executiva de Cultura (SECULT).

Foram surgindo ideias e de acordo com os presentes, comissões foram criadas, para delegar funções de pesquisa em praças onde já existem museus e memorias implantados. Em paralelo, outra necessidade foi à questão de um local, sendo o mesmo, apontado por diversas pessoas para o Colégio Professor Milanês, localizado na Praça Dom Adauto (Praça do Xamegão).

Para legalizar e ter como principio a uma realidade próxima, o município haverá de solicitar ao Governo do Estado, a doação, ou ainda, à seção de uso do Colégio Professor Milanês. Um passo largo fora dado.

Estiveram presentes na referida reunião; o Secretário de Cultura do município (Aguinaldo Cardoso), o teatrólogo (Francisco Hernandes), Júnior Barreto (blogueiro e presidente do Instituto de Desenvolvimento Social da Paraíba - IDESP), o Articulador Regional de Cultura do Estado em Cajazeiras (Osvaldo Moésia), o historiador e pesquisador (Aguinaldo Rolim), o missionário (Marcolino Alves), o professor e historiador esportivo (Reudesman Lopes), Cristina Diniz (professora da educação infantil), o articulador de políticas culturais (Rivelino Martins), Chico Xavier (violeiro e poeta), Orlando Maia (diretor do Teatro Ica) e, Péricles Brocos Pires (engenheiro e historiador).



Da redação
Folha VIP de Cajazeiras