.

.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Alerta: água que jorra há mais de 38 anos pode ser tratada e própria ao consumo humano, afirma bancário cajazeirense

Esteve presente no programa Boca Quente, da Rádio Difusora Cajazeiras na tarde dessa quarta-feira (26), o bancário aposentado cajazeirense Constantino Cartaxo, para alertar de maneira ampla, sobre um possível desperdício de água, que jorra há pelo menos 38 anos.

O referido acontecimento se dá numa das tubulações de água pluvial, que desagua dentro do canal do sangradouro do canal do Açude Grande, sob uma ponte existente no local – entre às ruas; Otávio Maia de Oliveira e Praça Cristiano Cartaxo, no Centro de Cajazeiras.

Ainda de acordo com o Senhor Constantino Cartaxo, o mesmo, mandou fazer uma análise de laboratório para se certificar se naquela água havia a existência de cloro, que na análise se certificou que sim, há cloro, na água.  

Observamos logo no inicio da ponte, a existência de um duto da CAGEPA, e há pelo menos 10 meses presenciamos uma equipe da estatal realizando reparos na rede. Cabe a partir de agora as autoridades no assunto, a realização de uma inspeção minuciosa, para detectar a origem da água.




Da redação

Folha VIP de Cajazeiras