.

.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Deputados entregam ao ministro documento com sugestões de ações emergenciais e perguntas sobre as obras da Transposição

Documento foi assinado por 26 deputados estaduais e entregue ao ministro da Integração pelos deputados Jeová Campos, Gervásio Maia e Renato Gadelha
Um dos pontos altos do encontro realizado no final da tarde da última segunda-feira (30), em Campina Grande, com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho e políticos paraibanos, foi a entrega de um documento assinado por 26 deputados estaduais que propunha ações emergenciais de combate a seca e indagava ao ministro questões sobre a paralisação das obras do Eixo Norte e sobre outras ações complementares do projeto de Transposição. O documento foi entregue ao ministro pelos deputados Jeová Campos, Gervásio Maia e Renato Gadelha, este último presidente da Frente Parlamentar da Água da ALPB.

O documento continha questionamentos sobre a retomada das obras dos trechos 3, 4 e 8, dos lotes responsáveis pela captação de água do Rio São Francisco, em Cabrobó (PE), até o início do reservatório Jati, em Jati (CE), paralisadas desde junho do ano passado, o prazo para concluí-la, sobre o projeto de construção do canal que interligará a barragem de Caiçara ao açude de Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, o prazo para conclusão das obras do Eixo Leste e ainda sobre o projeto de inclusão das obras do Eixo Piancó/Coremas/Piranhas, que atenderá a região do Vale do Piancó.

Logo em seguida a entrega do documento, o ministro respondeu os questionamentos, enalteceu a importância da presença dos deputados estaduais na solenidade e a efetiva atuação da bancada federal paraibana na cobrança da conclusão das obras da transposição e firmou um compromisso de entregar as obras nas datas já divulgadas pelo governo. “Depois deste encontro, aumenta a minha responsabilidade e da minha equipe e do atual governo de não frustrar as expectativas do povo paraibano com a chegada das águas da transposição. Hoje, estamos trabalhando em dois turnos de 12 horas, ou seja, 24h sem parar para poder cumprir o cronograma”, destacou Helder Barbalho.

Ainda segundo o ministro, o prazo dado para que a empresa conclua as obras do Eixo Leste, que garantirão a chegada das águas da transposição no reservatório de Poções,  em Monteiro (PB), será dia 06 de março. O ministro não divulgou uma data para chegada das águas no açude Epitácio Pessoa, conhecido como Boqueirão, em Campina Grande, (CG), mas, assegurou que até abril isso acontecerá. Ele afirmou que quarta-feira (01) vai definir a empresa que assumirá as obras do Eixo Norte e que assinará a ordem de serviço no início de março. Neste contexto, Helder Barbalho esclareceu que dos três lotes do Eixo Norte, dois estão com 98% de suas obras concluídas e disse que a expectativa é concluir a obra ainda em 2017. O  ministro divulgou ainda que em agosto, Jati, no Ceará, e em dezembro, Piranhas, na Paraíba estarão com as águas da transposição. Quanto ao projeto do Vale do Piancó, o ministro referiu-se a necessidade de uma emenda de bancada para ser viabilizado. Na ocasião, o ministro assegurou recursos para diversas obras hídricas, tanto para a prefeitura de Campina Grande, quanto para o Governo do Estado.

Antes de se pronunciar, o ministro ouviu discursos do presidente da FIEP, Buega Gadelha, do prefeito Romero Rodrigues, dos senadores Cássio Cunha Lima e José Maranhão, do presidente da ALPB, Adriano Galdino, de Bertram Asfora, do MPPB e do governador Ricardo Coutinho. Todas as falas enalteceram a importância da obra, que é um sonho antigo dos nordestinos, que se constitui na redenção da região semiárida, que enfrenta há muito tempo o problema da escassez hídrica.

“Fazer chegar às águas do São Francisco é um desafio diário do atual governo e saio daqui com esse desafio e minha responsabilidade ampliadas pelas expectativas e necessidade que essa obra impõe”, disse Helder Barbalho ao se despedir por volta das 20h. Por causa do prolongamento tempo do encontro, o ministro teve que cancelar compromissos em Brasília que estavam agendados para a noite de ontem (30).

O deputado Jeová Campos, ex-presidente da Frente Parlamentar das Águas da ALPB, avaliou a reunião com o ministro como muito positiva. “Ele não ficou só no discurso. Assegurou recursos para obras complementares, reiterou o empenho de sua equipe com a conclusão das obras, assumiu compromissos com datas para chegada das águas da transposição e retomada das obras do Eixo Norte, enfim, mostrou que está empenhado  e principalmente que tem a exata noção da importância desta obra para o Nordeste, além de mostrar muita segurança      em suas colocações e não deixar perguntas sem respostas”, destaca Jeová. O parlamentar lembra que a única resposta que ficou em aberto do documento foi sobre o projeto de construção do canal que interligará a barragem de Caiçara ao açude de Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras. “Assim, mesmo, ele ficou de verificar e nos dá um retorno”, finaliza Jeová.



Assessoria